acessoestruturadisciplinasdocentesinformacoescontactoslinks
  Disciplinas > Epidemiologia de Doenças Transmissíveis  
 
   
   
Nome Epidemiologia de Doenças Transmissíveis
Página Web da Disciplina

http://webpages.fc.ul.pt/~mcgomes/aulas/ddi/index.html

Departamento DBV
Prof Responsável Manuel Carmo Gomes
Cursos em que a disciplina está

1º ano , 2 º sem, Mestrado em Biologia Molecular Humana - Obrigatória
1º ano , 2 º sem, Mestrado em Biologia Molecular e Genética - Opcional
1º ano , 2 º sem, Mestrado em Biologia Humana e Ambiente- Opcional

Créditos ECTS: 6
Pré-requisitos Recomenda-se que os estudantes tenham concluído com sucesso disciplinas de Matemática para biólogos e de Bioestatística.

Fundamentação


Todos estamos familiarizados com as consequências ao nível individual de doenças causadas por agentes microbianos patogénicos, como o vírus da gripe, o HIV ou a bactéria da tuberculose. Menos familiar é o facto de o padrão dinâmico destas doenças na população hospedeira (epidemias repetitivas e regulares, estabelecimento endémico sem epidemias, epidemia seguida de desaparecimento, etc), depender da interacção entre factores biomédicos, demográficos e sócio-culturais, que só podem ser encarados globalmente se dispusermos de instrumentos apropriados de análise e modelação. A compreensão da dinâmica da doença, por sua vez, é condição para o estudo da forma mais eficaz de a controlar, quer através de estratégias de vacinação, quer através de outras medidas ao dispôr das autoridades de saúde.

Nesta disciplina pretende-se:
1. Ensinar os conceitos fundamentais necessários à análise e interpretação de dados epidemiológicos.
2. Ensinar a planear estudos epidemiológicos
3. Ensinar metodologia fundamental de modelação matemática de DTs e respectivas medidas de controle.


Programa Teórico


1. Apresentação
2. Introdução à epidemiologia descritiva: morbilidade, mortalidade, taxas e padronizações.
3. Conceito de risco e sua medição. Odds ratio. Risco atribuível.
4. Principais metodologias estatísticas de experiências em epidemioloia: Estudos transversais, estudos caso-controlo, estudos de coortes: planificação e análise de resultados.
5. Testes de diagnóstico: sensibilidade, especificidade, valor predictivo.
6. Regressão Logística
7. Doenças transmissíveis na história e na actualidade: sua diversidade, terminologia biomédica e epidemiológica elementar.
8. Sero-epidemiologia: Planeamento, análise e discussão de inquéritos serológicos.
9. Vigilância e detecção de surtos epidémicos.
10. Dados reais de incidência e prevalência em Portugal e no mundo.
11. Transmissão da doença, R0 e força de infecção. Evolução de uma epidemia. Critical Community Size. Critical Community for Invasibility. Formas alternativas de modelar a transmissão.
12. Introdução aos modelos compartimentais. Imunidade total, temporária e parcial. Representação matemática dos modelos compartimentais.

Só na versão longa da disciplina (9 ECTS)
13. Os modelos SIS, SIR e SEIR: resultados da análise matemática e sua interpretação.
14. O modelo SIR com estrutura etária
15. Estimação de parâmetros epidemiológicos a partir de dados reais: R0, idade média de infecção, força de infecção.
16. Imunização por vacinação e sua representação biomatemática: porque razão é tão difícil eliminar doenças infecciosas ?
17. Consequências epidemiológicas da vacinação quando a doença não é eliminada
18. Case study 1: HIV/SIDA – pode a doença reverter o crescimento da população humana ?
19. Case study 2: Malaria – é mais eficaz matar as larvas de mosquitos ou os adultos ?
20. Case study 3: Tuberculose – as estranhas consequências da imunidade parcial
21. Tópicos modernos em dinâmica de doenças transmissíveis: o papel da heterogeneidade espacial.

Para detalhes, consultar os sumários de cada módulo na página web da disciplina

Programa Prático

A componente prática acompanha de muito perto as aulas teóricas e tem duas vertentes: A) resolução de problemas numéricos e B) simulações computacionais.


Resultados Expectáveis

• Reconhecer os principais padrões dinâmicos das doenças transmissíveis e compreender as razões que lhes estão subjacentes.
• Saber representar matemáticamente os principais factores que determinam a dinâmica duma doença infecciosa.
• Conhecer as principais técnicas de estimação de parâmetros epidemiológicos a partir de dados reais
• Desenvolver espírito crítico sobre os pontos anteriores. Nomeadamente, ter capacidade para explicitar os pressupostos subjacentes às representações matemáticas.
Literatura aconselhada

Geral:
Anderson R, and R May. 1991. Infectious Diseases of Humans: Dynamics and Control. Oxford Univ Press.

Giesecke, J. 2002. 2nd ed. Modern Infectious Disease Epidemiology. Arnold, London

Gomes, MC. 2005. Textos teóricos sobre Dinâmica de Doenças Transmissíveis acessíveis na página web da cadeira

Woodward, M. 2004. 2nd ed. Epidemiology. Study Design and Data Analysis. Chapman & Hall

Complementar:
Vários artigos científicos, nacionais e estrangeiros, com características pedagógicas, relativos a assuntos pontuais cobertos pela matéria.

Avaliação 2 Testes parciais com metade da matéria em cada ou exame final na época normal de exames
Página Web da Disciplina http://webpages.fc.ul.pt/~mcgomes/aulas/ddi/index.html